segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

The tuga touch

Que o Português se fala um pouco por todo o lado no mundo, é inegável. Como não podia deixar de ser chegou à Argélia.



Fica um print da página de entrada do meu Facebook, por onde andam pululam mais argelinos que Portugueses...

Palavras para quê...

Mudança de planos

Graças ao rigor de horários que a Air Algerie já nos habituou, lá mudámos de planos, e em vez de apanhar o voo amanhã ao final da tarde, optámos por fazer a viagem de carro até Argel... vão ser 8 horitas de adrenalina, à média normal que se faz na Argélia, que são ultrapassa os 50 km/h...

É virtualmente impossível fazer uma média mais alta, pois há sempre um acidente com os habituais orçamentistas parados no meio da estrada (igualzinho a Portugal), ou as constantes barragens da polícia.

Os voos daqui andam com um mínimo de 4 horas de atraso...

sábado, 19 de dezembro de 2009

Sleeping in airports

Já estou a ver a minha vida a andar para trás... O mau tempo na Europa, parece que está a afectar alguns aeroportos, nomeadamente o CDG, em Paris. Quase toda a malta voa para cá via Barcelona ou Madrid, mas que me marca as viagens, deve ter algum fétiche por Paris, e lá me faz andar às voltas.

Andava a tentar ver as previsões de tempo para o aeroporto, quando me deparei com esta pérola. Nada mais, nada menos que um guia para quem dorme em aeroportos: Paris CDG, parece-me muito mal classificado.

Por cá, já me aconteceu ter de dormir num aeroporto, quando alguém se enganou no meu voo interno, e se esqueceram de mim em Hassi Messaoud, mas essa história fica para outro dia...

Portanto, é bom que o S. Pedro se lembre de mim, que já não vejo civilização vai para 4 meses e dê umas abébias no dia 23, pois não estou com grande vontade de dormir em Paris, muito menos passar o Natal num aeroporto...

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Supertimor

Nesta terra nem as melgas são normais; com as temperaturas negativas durante a noite, e o friozinho durante o dia, esperava-se que elas fossem para paragens mais quentes...mas continuam por cá...

Parece-me que está na hora da artilharia pesada: Supertimor!!!

Feliz 1431

Como tinha dito há uns dias atrás, estava-se à espera do ano novo islâmico; a lua lá se atrasou, e acabou por ser hoje apenas o primeiro dia do ano de 1431. Daqui por 10 dias há outra festa, e consequentemente outro feriado. 

Engraçado é também festejarem o 1 de Janeiro, como primeiro dia do ano... desconfio que daqui a uns anitos, vão também começar a festejar o Natal...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Feriado

Amanhã à partida é feriado... digo à partida, por que cá, todas estas datas marcantes (inicio de Ramadão, Aid's e amanhã ou depois, o ano novo islâmico) dependem da lua.

Resultado: são agora 17:30, o pessoal da obra já saiu todo e ainda não se sabe se amanhã se trabalha ou não...Brilhante!

Quando o telefone toca...

...é quase sempre engano, aqui na Argélia!

Acontece muitas vezes ser o número igual ao nosso, mas de outra rede, alguém a falar árabe do outro lado, números de França, etc. De tudo um pouco!

Hoje à hora de almoço, voltou a tocar; do outro lado uma voz feminina em árabe...como não entendia gaita nenhuma, lá passei ao Riad, o argelino para tratar da tradução.

A conversa durou mais de 5 minutos, e a moça lá explicou que tinha marcado o número ao calhas estava carente e precisava de companhia... O argelino apressou-se a dizer que ela estava em Oran, que fica tipo a 1000Km daqui, e que eu deveria guardar o número para ligar da próxima vez que fosse lá, por que lhe pareceu ser "uma grande oportunidade"...

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Condução defensiva

No trabalho e na vida de vez em quando somos obrigados a fazer coisas que não gostamos. É assim e não há voltar a dar!

Mas se a mim há coisas que me custam como o raio, é ter de fazer alguma coisa na qual não acredito. E anda-se a passar demais para o meu gosto...

Amanhã vai haver uma formação de condução defensiva, dada por um argelino recém-contratado...Argelinos e condução defensiva são duas coisas que não juntam bem na mesma frase...

A ver vamos...

domingo, 13 de dezembro de 2009

The Gossip - Heavy Cross



Oh yeah...

O jantar...

Conforme disse há uns dias atrás, fomos convidados para jantar em casa de um argelino que trabalha connosco; a meio desse dia começou a dar um nervoso miudinho e uma valente vontade de inventar uma desculpa marada qualquer...mas como o rapaz é mesmo boa gente, lá nos decidimos a não o defraudar.

A seguir ao trabalho, lá seguimos então para a janta. Conforme disse na altura, os pratos onde íamos comer eram novos, pois o normal é "comer tudo da mesma gamela".

A entrada no prédio, foi a primeira prova de choque: 7º andar, sem elevador, com um cheiro ao xixi constante e sem luz até ao 5º andar.


Aqui íamos a usar o flash da máquina, para não cair escada abaixo...nota-se carrego um ar de descrédito normal numa situação destas...

Lá entramos casa a dentro, e após a fugida aos beijos masculinos lá nos apercebemos que estávamos em terreno normal, ou seja aquele apartamento, não pertencia àquele prédio: sem ser nada de luxuoso, era asseado, sem ser para a "festa"

Ora então, lá estavamos nos, estrangeiros, a sermos exibidos como trofeu de caça, para os amigos e a parte masculina da família.


Começamos com uma shorba, uma sopa típica, que ao contrário das outras que já tinha provado, era bastante comestivel, pois nao vinha a boiar em oleo, como é costume por aí.

A seguir, seguiu-se uma espécie de panado de amêndoa, que era de lambusar por mais.

O prato principal, era tambem típico, mas parecido com um prato de quem é solteiro: um frango assado com massa. Bom também!

Para acabar, veio a sobremesa, um arroz doce, mas moído.


A parte da confraternização e palheta, foi acompanhada por chá, café e um chá típico du Sudão. Era assim da cor da groselha, e não sabia a nada que já tivesse provado. Fiquei sem saber se era bom ou mau... Este chá, era supostamente relaxante, mas tirou-me o sono até às 4 e tal da matina; escusado será dizer que acordei extremamente fresco e bem disposto...not.




 

Em jeito de despedida, e ao melhor estilo árabe, fomos brindados com uns rebuçados. É sinal de gratidão pela visita, e uma espécie de "seja bem vindos sempre que quiserem". AH! Já me esquecia, os rebuçados eram com recheio alcoólico...

Esta família, é quase normal. Pessoas com um nível cultural acima da média argelina, muito por fruto da educação e dos abre-olhos dados pelos filhos que estão emigrados... Mas pronto, faltou o pormenor de as mulheres da casa, poderem ter aproveitado o jantar, ao invés de estarem fechadas na cozinha...




 Fica a fotonite da familia feliz!

sábado, 12 de dezembro de 2009

Falando de civilização

A pouco dias de voltar ao 1º mundo, noto com agrado que continuo civilizado, e não deito papeis para o chão...


Isto é o que trago nos bolsos (plásticos e pratas dos maços de tabaco)

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Nada normal...



Por mais que tente achar motivos para considerar a Argélia um país normal... há sempre um "je ne sais quois" que me estraga as ideias!

Era apenas uma foto normal, de um homem normal a sair dos WC's de um dos "melhores" restaurantes de Constantine... Nada normal é ser por esta porta, que também saiu o jantar...

As vozes...

Isto de ter amigos imaginários, é uma coisa que me acompanha há alguns anos, e sinceramente nunca me incomodou. Mas desde que cheguei à Argélia, que oiço vozes (excepto no período em que estava encarcerado em Guantanamo). A coisa ficou pior desde que assentei arraiais aqui em Constantine.

Quase sempre à mesma hora, entre 3 a 4 vezes ao dia, lá começo a ouvir vozes. À sexta-feira, por volta da hora do almoço, e mesmo a mais intensa...

Hoje, finalmente consegui captar estas vozes...mas infelizmente não consigo entender a mensagem.

Estarei à beira da esquizofrenia???


quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

La Grippe Porcine



ou gripe A, como o resto do mundo lhe chama...(aqui gostam de enfatizar este nome, por causa da má relação que teê com os porcos)


É um facto, que a gripe do porco anda por todo o lado, e a Argélia não seria excepção. Antes destes últimos surtos, sempre que um de nos espirrava, lá tinha de ouvir a piadinha idiota, que era bem feito, por comermos a carne de porco...

Agora, parece que chegou à Argélia, mais propriamente a Constantine (a cidade onde estou).

Esta semana, morreu um argelino no hospital, supostamente, vitima de Gripe A; estas cabeças tontas andam aterrorizadas...

Agora, a culpa volta a ser nossa (estrangeiros) por que, "de certeza" que foi um estrangeiro que trouxe a gripa para a Argélia.


Depois, falar de prevenção, ser asseado e parar com a mania de andarem aos beijinhos uns aos outros, está fora de questão...sobretudo os beijinhos!



terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Jantar tradicional

Medo! Muito medo!

Fui convidado para jantar em casa de um argelino...e aceitei!

Amanhã, depois do trabalho lá vamos experimentar a culinária argelina. Felizmente, o rapaz que fez o convite é muito civilizado e fez 2 perguntas chave:

"Gostam de ovelha?" - Não.

"Preferem comer à maneira argelina (todos a comer do mesmo tacho) ou preferem da vossa?" - Hummm, deixa lá pensar...pode ser à nossa...


A ver vamos...




segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Finalmente...

Encontrei uma coisa que os Argelinos fazem bem (para além do pequeno David Copperfield, que faz desaparecer coisas, que existe dentro de cada um)


Há um ano e tal por cá, e nunca tinha encontrado um souvenir de jeito da Argélia; isto por que grande parte das coisas típicas da Argélia, são feitas na China... E não foi preciso ir muito longe: estava mesmo à porta do estaleiro.








 




 




Estes pratos, são usados como tabuleiros para beber os chás e estar na palheta.

É tudo feito à unha, desde a fundição do cobre(agora percebo as constantes falhas de telefone e a quantidade de piquetes de reparações da Algerie Telecom), moldagem e decoração. São uns verdadeiros artistas! Engraçado ainda, é ver que há aprendizes, coisa que pelo nosso Portugal já se vai perdendo...

Um destes, dos maiores (com prai 1,50m de diâmetro) custa menos de 40€... uma ninharia pelo trabalho que lá tem feito.

domingo, 6 de dezembro de 2009

WTF?!


Quando pus os olhos nisto, pensei logo num tipo cheio de jeito e imaginação para o photoshop...mas não; esta é mesmo a capa deste mês.

Será que lá por dentro, o moço anda em trajes natalícios provocantes? arrgh

sábado, 5 de dezembro de 2009

O botão do F0d@-se...


Esta é mais uma das expressões típicas das obras...

Por cá vivemos num meio misto entre tugas e zucas, e a grande maioria já carregou ou apertou neste botão. A grande diferença é que quando o tuga carrega no dito, é para dar gás com alguma coisa; no Brasil quando apertam este botão, significa que se estão a marimbar... (acho que alguns já vieram com este botão encravado no on).

Para mim, depois de tanto carregar e não se acender nada, chegou a altura de ser um bocadinho brasileiro, e "apertei" o meu botão do F0d@-se...

A partir de agora, e até dia 23 estou em descompressão destes últimos dias meio atribulados, e vou reduzir o meu índice de "chateação" a cerca de 40%...

(claro que sou um gabarolas do caraças, e amanhã às 6 da matina lá estou de volta ao batente, mas fica sempre bem um gajo dar uma destas de durão ;)


quinta-feira, 19 de novembro de 2009

T-35


Nunca mais é dia 23 de Dezembro... F£$&-se

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Amares Freak Show

Não costumo postar aqui coisas que recebo no email, porque provavelmente as 3 ou 4 pessoas que por aqui passam também têm email, e concerteza que recebem as mesmas coisas que eu...

Mas esta é especial!

Juntar no mesmo espaço de diversão nocturna o Castelo Branco, Pomba Gira, Jel e Emplastro, é uma ideia tão idiota que nem na Argélia faria sentido.

Parlapiê à parte, deliciem-se com as imagens...




Fica o excerto da notícia (ok, é do Correio da Manhã...)


"Descontraída, sem pudores e sem limites. Foi assim que Linda Reis, também conhecida como Pomba Gira, se apresentou na discoteca Lagar’s, em Amares, nos últimos dias. A festa, intitulada ‘Uma noite do outro mundo’, acabou por surpreender todos os presentes.
Linda Reis protagonizou a performance mais peculiar. Depois de mostrar os seus dotes a dançar de forma sedutora para os homens enquanto tirava toda a sua roupa, a Pomba Gira terminou o seu espectáculo a fazer sexo oral a um desconhecido. Fernando Rocha e Jel, outros convidados da festa, ficaram perplexos com o cenário.
'Não estava nada à espera que uma mulher gorda e feia se começasse a despir. Mas, se repararmos, esta é uma forma de fazer comédia muito antiga. É o sexo de baixo nível', revelou Jel ao CM.
Linda surgiu no ‘estrelato’ pelas mãos de Herman José e esta noite de sexo não o chocou. 'É a sua maneira de ganhar a vida, as pessoas divertem-se que nem umas doidas, só lá vai quem quer, e não reconheço a ninguém o direito de se armar em arauto dos bons costumes.'
SEXO
Com a descontracção que lhe é característica, Linda Reis foi ao público escolher um homem, baixou-lhes as calças e fez-lhe sexo oral. O 'sortudo', entretanto, não mostrou entusiasmo com a performance.
'AQUELA CENA FEZ-ME MUITA CONFUSÃO'
José Castelo Branco, que foi convidado para apresentar o evento, confessa que se tivesse tido conhecimento da actuação de Linda Reis 'tinha pensado duas vezes antes de aceitar'. Para o rei do jet-set o momento em que a ‘Pomba Gira’ se despiu 'foi a ausência total de estética'. 'Quando cheguei, aquela mulher disse-me que eu ia ver o striptease da minha vida. Aquela cena fez-me muita confusão. Foi um choque. Foi uma verdadeira festa do outro mundo. Nunca tinha visto nada tão bizarro na vida', diz Castelo Branco.
COMÉDIA
Jel e Emplastro ficaram perplexos com ousadia sexual de Linda. Jel nunca pensou que 'uma mulher feia e gorda se despisse'.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Another fine day at the office


As maravilhas de trabalhar ao ar livre...

domingo, 8 de novembro de 2009

Vida de cão...

Nas palavras dos Ena Pá 2000, vida de cão, é escorregar num c@g@lhão...

Por cá, as minhas recentes amigas e sombras no estaleiro, não podem reclamar muito: ainda há gajos muito tóinos que pagaram uma martelada de excesso de peso na bagagem, para trazer ração para as canitas.

Depois de acabar o último stock que trouxe de Portugal, iniciei uma odisseia para conseguir comprar comida de cão na Argélia... ao fim de quase 1 mês, lá encontrei um estabelecimento que se assemelha a uma loja de produtos para animais, e lá comprei um saco de Purina (são finas estas cadelas rafeiras da Argélia).

Paguei 1/4 de um salário de um servente argelino, por 9 kg...






Resta-me então apresentar as minhas 2 amigas:




Andrade: é a minha sombra. Vai atrás de mim por toda a obra, e espera sempre à porta do contentor. Fico com um aspecto especialmente bera e temível, sempre que ando acompanhado desta fera...



Zagope: o típico cão rafeiro, vai atrás de mais ou menos toda a gente que lhe oferece comida, e sabe a que horas a malta come para ir atrás dos restos. Quando acaba a comida dela, diverte-se a esmordaçar a outra, até se fartar e deixar a comida para ela...

Como eu costumo dizer montes de vezes, a Argélia e os argelinos não são normais; prova disso é a maneira como tratam as cadelas.

Os muçulmanos tradicionalmente gostam de animais e tratam-nos bem (ok, pronto há a excepção do degolar os cabritos, mas pronto, nós também temos as touradas), excepto os cães, que por algum motivo eles não gostam.

O normal seria andarem à pedrada e ao pontapé às minhas amigas, mas pelo contrário; há por aqui alguns que pouco têm para comer, mas que o dividem com as canitas...

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Carrinhos de choque

Parafraseando o nosso chefe de cá, e uma das suas tiradas mais usadas em que "há de tudo na Argélia, igual a Portugal", descobri hoje mais uma diferença: carrinhos de choque!!!

Em sítios normais, os carrinhos de choque, são acompanhados da música mais irritante do momento, com mais batidas por minuto e no máximo de decibéis possível...

Por cá, ouve-se:


























Nada!!!

Carrinhos de choque em silêncio, nem mesmo um "speaker" irritante, com "mais uma fciha mais uma viagem" ou "faxavor de evitar os choques de frente".

A única semelhança, é mesmo o aspecto dos arrumadores: estilo gangster sem banho!


quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Eu tenho um dálmata

A última compra de DVD's para a pequena foi um filme dos 100 e qq coisa dálmatas.

Agora ouvem-se latidos ao longe, sempre que telefono.


É assim que vale a pena ser criança...

terça-feira, 3 de novembro de 2009

15 minutos de fama...


Um passarinho lá para os lados de Lisboa, disse-me que esta foto, está publica num folheto da empresa, que é nada mais nada menos, que o folheto com a previsão do lucro da empresa para 2010.

Quer isto dizer que esta foto manhosa, tirada mesmo para a pinta, anda a ser vista pelos tipos da massa, vulgo accionistas, e que neste momento aposto que se perguntam quem é o tipo bem-parecido de colete fluorescente, para oferecerem um belo aumento...

E assim são os meus 15 minutos (ou talvez mais uns quantos) de fama :)

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Argélia vs Tunísia

Destes 3 dias passados do lado direito da Argélia deu para entender 2 coisas: o problema destes povos não tem nada a ver com a religião, e principalmente que o turismo desenvolve muito mais um país que o terrorismo...

Do lado tunisino, não sendo ainda um país 100% normal (tirando Portugal será que há mais algum..lol), mas que para lá caminha.

O simples facto de passar a fronteira é uma diferença brutal: do lado argelino, foram 3 horas da maior anarquia, berros, falta de organização e limpeza... do outro lado foram 15 minutos completamente diferentes; ninguém fala alto, e toda a gente respeita a sua vez pacientemente! Chama-se educação, coisa escassa deste lado da fronteira...

Nos 3 dias passados por lá, ninguém nunca reclamou ou olhou de lado para as milhentas fotos que se tiraram(sempre eram 9 tugas, as mulheres podem ir aos cafés, e sobretudo, têm um ar mais feliz que as coitadas das argelinas.

A Tunísia gosta de ter as suas casas acabadas, e não em tijolo como por cá e aparentam já ter alguma coisa semelhante a um PDM.

A Tunísia também gosta de ter as ruas limpas, e não deve gostar de esgotos a céu aberto a descarregar directamente no mar.

A Tunísia pareceu-me não gostar de ter centenas de acidentes diariamente, por isso a Policia multa e tira cartas fora; por lá, vi ainda muita ultrapassagem como vejo por cá; ao perto dava para ver os DZ's (Djazair - Argélia em árabe) nas matriculas dos Fittipaldi's.

Não sendo um exemplo de país, comparando com os nossos na Europa, a Tunísia está muuuuito mais perto de 2009, que a Argélia, que ainda anda por volta de 1430 (ano árabe).

Deste lado faltam 2 coisas: muita educação e alguma repressão...mas lá está, enquanto o gás der para tudo, nao estou a ver o estado muito interessado nisso. É mais fácil comparticipar o leite e a farinha, que fazer este povo entrar na linha...

Annus Horribilis - a continuação

O Sporting continua a fazer-me a vida negra na Argélia...continuo a ser uma peça única, no que diz respeito a clubites.

Pelo menos há que apontar, a maneira "à homem" que a malta usou para protestar no fim do jogo: se é para reclamar, nada melhor que entrar pelo estádio dentro para cascar em treinadores, jogadores e dirigentes!!!

Rasgar o cartão de sócio é à menino...

Voltei...

Pois é... já estou de volta da Tunísia. Com muita pena minha, mas voltei... porra do trabalho que não se faz sozinho...

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Escapadinha

Só para informar, que foi decidido, assim "muito de repente", ir passar 3 dias à Tunísia... Já temos táxi, hotel está mais difícil...

A casa das mulas

Podia muito bem ser o nome de um estabelecimento de diversão nocturna, daqueles que (supostamente) neste país não existem, mas não.

Esta era a placa que estava à entrada do estaleiro; os hieróglifos da foto querem dizer mais ou menos isto:
"Recolha de gado
Wilaya de Constantine"

Agora sim, dá para entender alguns risinhos desta malta...

Moral da história: aprender a escrever árabe!

Eles dizem que é fácil...o português é que é muito difícil :)

Cat Power





Yeah, baby!!!

Trabalho feito!

It's a boy!!!!!!!!!!

É a bomba do dia!

A dona acabou de sair de uma ecografia, e já se sabe: é um gajito!!!

Wiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Legal Alien

Finalmente chegou o meu atestado de residência.

Fiquei a saber como se escreve o meu nome completo em árabe (as 2 linhas por baixo da foto) e que até 13 de Setembro de 2011, não tenho mais com que me preocupar com vistos e afins.

O resto, não deve ser importante ;)

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

iMula


Não vou voltar a falar dos feitos informáticos dos meus colegas, mas sim do que ando a fazer.

Quando decidi andar nas obras, foi sobretudo por causa de uma ideia muito infantil de não querer ficar fechado em gabinetes. Na altura, nem me passou pela cabeça, que as obras se faziam nos sítios onde faziam falta (mal eu sabia que havia um país chamado Argélia que tinha montes delas por fazer), muito menos que ia andar pelos sítios onde ando.

Nestes últimos dias, calhou-me um brinde: demolir um estábulo de mulas!

Num país de malcheirosos, podem bem adivinhar o aprumo com que este estábulo era mantido. Imaginem o cheiro de um curral em Portugal, e transponham esse odor para a Argélia...

Como o conceito de dar manutenção às coisas, se foi junto com os Franceses e os aspiradores, este barraco não via organização e limpeza deve de ir para uns 50 anos...

Ratos, cobras, pó de palha, cheirinho a merdum que se entranha, argelinos podia ser o suficiente; mas não. Faltam ainda as telhas de fibrocimento, e a minha "guerra" diária com máscaras e luvas. Aparentemente o Álá deve ter-lhes dito que eram imunes ao cancro.

Um bem-haja ainda, para o abelhão que me picou o pescoço, e que me faz parecer um mutante...

UAU!!!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Horário de Inverno

No Domingo passado, lá mudou a hora em Portugal, e na grande maioria dos países normais.

Pela Argélia, é óbvio que não mudou.

Tenho ideia que há duas coisas que nunca vão funcionar na Argélia: horários de Verão/Inverno e PIN's nos cartões dos telemoveis.

Se mudasse a hora neste país, era coisa para estes lerdos andarem fora de horas durante uns 2 ou 3 meses.

Já com os telemóveis...imaginem os cenários das lojas de teleles em Portugal. Agora juntem a isso umas dezenas de gajos malcheirosos, que falam aos berros. Adicionar um pouco da incopetência normal destas lojas, e temos um cocktail porreiro....para quem gostar de ver briga todos os dias

domingo, 25 de outubro de 2009

Mau aspecto


Parece que hoje, o meu "sex-appeal" anda pelas ruas da amargura...não era coisa para me apoquentar muito, mas foi dito por um argelino...

Sim, isto foi dito por um gajo que só vê água quando chove e cujos dentes da frente há muito que fazem parte do imaginário, é mesmo para assustar...

sábado, 24 de outubro de 2009

RDPA


RDPA são as iniciais de República Democrática e Popular da Argélia; tirando a parte de achar estranha esta democracia popular, nós por cá já a rebaptizámos, mas na língua francesa.

RDPA para os tugas, é "Republique Democratique e Parabolique d'Algerie", pois a paisagem da foto é o espelho do país...

As casas, "favela style" por acabar nos morros, corroboram ainda mais a minha teoria, que a Argélia é o Brasil de África. (Ok façam um photoshop e desapareçam com a mesquita)

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Ouch!!!


Bem simpático este meu novo horário...

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Jurisprudência "à la carte"

Ultimamente, tenho ouvido falar de umas leis que desconhecia por completo; trata-se de interpretações de leis que não existem, feitas pelo típico encarregado de obra.

Ora veja-se:

- Uso de capacete: segundo um artista, ele conhece uma lei que diz que "se não houver gruas, não é preciso capacete";

- Phones enquanto se opera uma retro-escavadora: pode-se ouvir música, desde que seja só com um auscultador; se no entanto forem phones de telemóvel, pode-se usar os 2 para receber uma chamada;

- Até aos 2 metros de altura, parece que também há uma lei que diz que não são necessários guarda-corpos, pois as ninguém cai de uma altura de 2 metros...

Entre outras pérolas....

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Em brasa...

Depois de inúmeras trocas e baldrocas, confusões e stresses, lá parei numa obra, desta vez a 100%; acabou-se o "turismo" pela Argélia. Pessoalmente não me chateia nada, pois prefiro estar só num sítio e fazer um trabalho, do que andar por todo o lado e fazer meios-trabalhos.

Porreiro, porreiro era se a obra não estivesse parada...ok parada não está, mas está quase.

Como sofro do mal de não gostar de trabalhar sem um bocadinho de pressão, tenho-me limitado a cumprir apenas os chamados "mínimos olímpicos", já a situação da obra a isso obriga.

Entretanto isto mexe mais um bocadinho, e começa a ver-se a limitação de alguns que por cá andam; se o estado Argelino nos dá uma obra de 150 M€, é por que à partida não tem confiança nos de cá, logo é preciso trazer gente de fora. Com esta lógica de merceeiro, dá para entender que deveríamos trazer profissionais melhores do que os por cá andam.

É tramado quando esta lógica se inverte, e temos de discutir com um português, que se porta pior que os argelinos.

Os últimos 3 dias têm sido de nervos à flor da pele, muito palavrão e alguns encostos de cabeça; de tal forma que pela primeira vez, na vida de trabalho nesta área, me vi obrigado a fazer queixinhas; como a chefia é muito sensível às questões da minha área, penso que nos gabinetes se está a preparar a "Operação Folha", e muito provavelmente alguém vai de vela...e não sou eu...

Tenho pena, mas não ponho o meu "traseiro na janela" pelos outros...principalmente quando não merecem...

domingo, 18 de outubro de 2009

Estranhos filtros

Estes que a Algerie Telecom aqui tem na net; desde a semana passada que não temos acesso a webmail's; no entanto as páginas de cobóiada continuam a funcionar...

Gostam pouco, gostam...

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

De volta

Não contando com a falha meridional (estou no este da Argélia), muito, muito perto do cú do mundo...

Agora é alombar até dia 23 de Dezembro, não custa nada...ya right...

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Mensagem nº100

Exmos 2 ou 3 leitores deste blog,

Serve a presente mensagem, mais precisamente a centésima, para informar Vas. Exas. que durante os próximos dias, irei dar um valente chuto no traseiro na Argélia.

Este estabelecimento comercial, irá estar arredado de paragens não-normais até ao próximo dia 10, data à qual, o Inferno me chamará de volta.

Com os melhores cumprimentos,

Au revoir, Argélia!!!

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Air Couscous - take 727

Falar da Air Algerie, é falar de atrasos e mau serviço, mas hoje foi demais...

Voo Constantine-Alger: originalmente às 6:00 ( que me obrigou a tirar a carcaça da cama às 4 da matina...), saiu às 12:30...

Regresso Alger-Constantine: devia ser às 19:00 saiu às 21:30...

Tudo isto para um brainstormming de 1 hora a dizer mal da empresa...vá-se lá entender esta casa...

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

RIP LSD

Morreu a Lucy... a amiga dos Beatles, que por uma fantástica coincidência, tinha as mesmas iniciais que o LSD: Lucy in the Sky with Diamonds...

Foi-se a inspiração dos "Fab Four", que sempre disseram nada ter a ver com o cafunfo...

Fica o vídeo de uma canção daquelas... (anda no meu top 3)


sexta-feira, 18 de setembro de 2009

O Zé Pézudo

O Zé Pézudo e o Zé do PPD eram os "malucos" mais enigmáticos da minha terra; o Zé do PPD já se foi, o Zé Pézudo lá continua.

Vale a pena gastar 7 minutos do nosso tempo, e ver o vídeo...




quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Good boys go to heaven, bad boys go where???

Por cá, estamos no mês do Ramadão, o que implica ser (ainda) menos normal que o habitual; é proibido comer, beber, fumar, beijar uma mulher (se for homem, não há problema) e ter pensamentos impuros.

Fiquei a saber que, por fumar e comer durante o "Káreme" ( o jejum), não vou para o céu... o que afinal de contas não deve ser mau de todo: com tanto argelino bonzinho, é provavel que o ceu esteja pejado deles.

Afinal, o outro sítio não deve ser nada desagradável...pelo contrário!

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Há MEO's na Argélia

Quer dizer, os MEO's ainda não os vi por cá, mas fibra óptica acabámos de descobrir que existe. Da pior maneira: com uma giratória...

domingo, 6 de setembro de 2009

Telefonemas de Domingo

Receber telefonemas do chefe ao Domingo (mesmo que cá os dias não são iguais aos dos países normais), nunca há-de ser para dar boas noticias...

A regra confirma-se, embora não seja propriamente uma má noticia, é uma treta: vou ter de arrumar de novo as malas, e mudar de poiso de novo...

Do menos mal, por 26 kilos de peso extra, a Air Algerie só cobra 1000 dínares(o mesmo que 10 euros)...

sábado, 5 de setembro de 2009

Jésus, El-Exterminador


Quando se pensa que já se viu de tudo, existe sempre um jornal desportivo ou um "24Horas", que gostam de quebrar os limites...

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Alá é Grande



E o Fernando Pinto também...

Argel é novo destino em 26 de Novembro

2009-09-02

A TAP inaugura no próximo dia 26 de Novembro uma nova linha para Argel, reforçando a sua presença no continente africano. Ao mesmo tempo, aumenta a sua operação para Casablanca para 12 frequências semanais, passa a três para Bissau e seis para a cidade da Praia.

Reafirmando a sua crescente importância no âmbito da rede da companhia, a operação da TAP nas linhas de África registou um aumento de 6,7 por cento, com um total de perto de 304 mil passageiros transportados nos primeiros sete meses deste ano.

No conjunto dos nove destinos actualmente servidos nesse Continente, destaque ainda para Luanda, mercado em que cresceu para 10 frequências este Verão, com 98 mil passageiros e um aumento de 10,4 por cento.

Dando assim continuidade à sua aposta nos mercados africanos, e atendendo a que se trata de um sector da rede da TAP em expansão, justamente numa altura em que, a nível geral, se tem assistido à diminuição da procura, a empresa vai reforçar significativamente a sua operação para África, passando das 42 frequências semanais em 10 Setembro (eram apenas 15 no ano 2000) para as 51 a partir de 25 Outubro e atingindo, no total, as 54 frequências ainda este ano.

Este volume de operação acontecerá com o início dos voos (previstos para 26 Novembro) entre Lisboa e um novo destino – o décimo - no Norte de África: Argel, com três voos por semana. A companhia corresponde, deste modo, à procura cada vez maior de ligações aéreas directas para a capital da Argélia, motivada pela intensificação das relações económicas entre Portugal e aquele país.

Cobrindo, actualmente, nove destinos em oito países africanos, a TAP dá agora um novo impulso à sua aposta no Continente. A partir de 25 Outubro, a sua oferta mais do que duplica para Casablanca, subindo de cinco para 12 voos semanais, fruto do bom desempenho desta linha, com 12.400 passageiros transportados até final de Julho.

Em Luanda, a TAP consolidou a sua operação e aumentou recentemente a sua oferta, passando do voo diário para as 10 frequências semanais (operava apenas três vezes por semana em 2000). Entre os outros destinos servidos em África, destacam-se, nomeadamente, Dakar, também com 10 frequências semanais, o Sal, com seis ligações, Maputo / Joanesburgo com três, mais uma a Maputo e uma também, por semana, para São Tomé.

Previsto está ainda estender a operação da TAP em Cabo-Verde até à cidade de S. Vicente, com voos directos à partida de Lisboa, logo que o respectivo aeroporto esteja certificado.

África é assim uma das apostas fortes da TAP, sendo, aliás, o único mercado servido pela empresa em que a procura apresenta uma progressão sustentada, traduzida, desde logo, pelo seu crescente peso no total da operação. Com um volume de passageiros a subir 6,4 por cento nos primeiros sete meses deste ano, este sector tinha aumentado, no ano passado, 5,8 por cento. De igual modo, as linhas de África representaram, no mesmo período do corrente ano, 17,2 por cento das receitas, valor esse que compara com os 15,4 por cento da receita, obtidos no final de 2008.

A boa acção do dia

Hoje, logo pela manhã fiz a minha boa acção do dia.

Andava pela obra, quando vi um cão vadio.

Num sítio normal, a boa acção seria dar-lhe comida ou água, mas por cá não. O que fiz foi perseguir o canito vigorosamente com a pick-up, até deixar de o ver. Creio que o assustei bastante e que ele não vai voltar a aparecer.

E perguntam as pessoas normais :" Mas em que sítio do mundo isso é uma boa acção???"

Eu respondo: "Na Argélia, junto do estaleiro de uns chineses..."

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Poesia de andaime

Toda a gente já deve ter recebido este mail, onde podemos encontrar verdadeiras pérolas de piropos das obras.

Depois senti-me nostálgico; há montes de tempo que não oiço uns piropos: seja por ter andado 3 anos dentro dos túneis, ou pelo último ano que estou na Argélia.

Para além de ter as obras sempre no cantos mais refundidos cá do burgo, aqui, mandar piropos dever ser proibido, ou até mesmo pecado...

Saudades...

As 20 melhores...

Recebi hoje no meu email, uma comunicação da empresa a dizer que passámos a figurar na lista das 20 melhores empresas de Portugal.

O mail vem cheio de mensagens subliminares, tipo propaganda ideológica. Ora vejam uns excertos:

"
- é a empresa que mais cresceu"

"- é a 13º empresa maior empregadora"

"- é a 17º empresa que mais valor agregou no seu processo produtivo"

"- é a 20º empresa de entre as que mais pagaram IRC em Portugal"

Os negritos não são meus...

Obviamente, os tipos da Focus nunca vieram à Argélia, senão íamos andar lá por baixo no ranking...

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Road-Trip: A viagem de tudo ao lado

Como vos disse há uns dias, antes de ter sido banido do mundo da internet, tinha uma viagem marcada entre Alger e Tlemcen. Eram aproximadamente 600 km, em que contava vir à pendura, ir parando onde fosse interessante e tirar umas fotos, e dar de caras a cada curva com a imbecilidade argelina na condução.

Pois! Nada disso! Tudo ao lado;

Mal cheguei à sede em Argel, logo me disseram: "Aquela é a tua!", enquanto apontavam para uma pick-up Nissan, com um aspecto bem desconfortável, mesmo à distância.

"Mas é mesmo a minha? Tipo, para mim? Para eu usar?"

"Ah! Não! É mesmo só para a levares até Tlemcen"

Uau, para não dizer algo parecido com o nome do blog, mas começado com a letra F.

A viagem ia ser feita com outro Português, que ao longo da viagem me apercebi, que já conduz como um animal, e que a ideia de condução em grupo é começar a acelerar feito parvo, num carro que anda o dobro do meu.

Isto tudo, por que ele supostamente sabia o caminho...supostamente, mais nada que isso...

Interessante desta viagem, é que assim que se entra pelo interior da Argélia, as placas deixam de ter a parte em Francês, o que aliado à sinalização escassa, falta de mapas, já para nem falar de um GPS (aqui o Tom-Tom é arma de guerra, mesmo tendo este nome meio infantil), tornou a viagem bem mais emocionante, principalmente por termos feito a parte final à noite...

Nota também, para os excelentes "talk-shows" das rádios argelinas; pelo menos deu para sentir um gosto da civilização quando andámos perto da costa, e as rádios espanholas se sobrepunham aos salamaleques radiofónicos locais...sentia-me mais perto de casa, pelo menos era uma língua que dava para entender.

Fotos nem uma, pois estive sempre mais preocupado em não ter um acidente, mas com muita pena minha, pois cada vez mais me convenço que isto era um país fenomenal, se não houvesse tanto argelino.

Na zona de Mostaganem, está assinalado o meridiano de Greenwich, e ali com o mar tão perto, senti-me mais perto da civilização; aliás, acho que este lado de cá é bem mais normal que o de lá...nem quero imaginar para baixo do equador.

E pronto, cá estou desterrado para os lados de Marrocos a fazer gasodutos...

O Ricardão

O Ricardão é uma criatura que todos nós (homens expatriados com mulheres em Portugal) abominamos;

O Ricardão é uma espécie de monstro que se esconde nos armários das nossas casas, que espera só o bater da porta, para sair e se apoderar das nossas coisas, desde a cama ao par de cuecas melhorzinhas que não vem para a Argélia com medo de se perder...

O Ricardão quando ataca, deixa sempre a sua marca: há os que defendem que lavadinha e a cheirar bem, está como nova e pouco se importam (normalmente são os que têm as Ricardinas por cá), e os outros que não caem em si...

O Ricardão voltou a atacar, e fez mais uma vítima...

Por causa de um Ricardão, parece-me que vou ter de refazer as malas, e mudar de sítio (mais uma vez) para substituir um colega, que é um dos segundos que falei em cima.

Força rapaz, dá cabo do Ricardão e volta depressa ;)

Aleluia!!!

Ou "hamdulilá", como se diz por estas bandas.

Finalmente tenho acesso à net!

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Road-Trip

Há telefonemas que não se deviam atender...como o que recebi há pouco!

Nada mais, nada menos que a excelente (not) notícia que me aguarda uma bela viagem de 600 km pela Argélia, de carro... O roteiro turístico vai ser Argel-Tlemcen.

Adivinham-se fotos, e alguns sustos, pois estes tipos são um bocado para o selvagens a conduzir...

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Tatuagens

Eu fiz a minha...




E a madame pequena também quis uma...



Eu estrago a minha filha com mimos...

sábado, 15 de agosto de 2009

Pérolas da Argélia: AFC

Engane-se quem pensa que são só os chineses que copiam tudo o que mexe; os argelinos estão no bom caminho!

A foto não está grande coisa, e para quem não vir bem, o restaurante chama-se AFC, que são as siglas de Algerian Fried Chicken...

Deve ser por comer nestes sítios que tenho ando em estado líquido nestes dias...

Nada a declarar...


Ainda não foi desta que contrabandeei a minha pequena para o fim do mundo...

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Imodium Rules!!!


"Imodium Rapid pode parar a diarreia antes que a diarreia nos pare a nós"

"Imodium Rapid, porque a diarreia aparece sempre nas piores alturas"

São, provavelmente os dois piores slogans da história da publicidade na tv, sobretudo por passarem quase sempre à hora das refeições, mas isto funciona mesmo.

Há quase 4 dias que o meu desporto diário, que tenho praticado aí umas 30 vezes ao dia, tem sido os "100 metros até à sanita", penso até que já me posso chamar o Obikwelu das retretes, tal tem sido o meu afinco nos treinos.

A brilhante ideia de comer e beber nos mesmos sítios dos argelinos, deu nisto; a minha primeira doença africana, e logo aquela que é mais nojenta de descrever: a diarreia!

Tal como o primeiro beijo, o nascimento de um filho, ou o concretizar de outro sonho qualquer a primeira diarreia de África é algo que marca um homem para a vida!

Já me tinham dito, que este medicamento era obrigatório no kit de sobrevivência de quem anda nestas paragens, mas agora ( e da pior maneira possível) descobri a sua verdadeira utilidade: além do incómodo que causa a nível físico, há ainda outro grande transtorno a nível psíquico: fazer as necessidades nº1 e nº2, com a mesma consistência é algo para o qual nenhum ser humano normal está preparado...mas lá está, como estou na Argélia, onde nada é normal, depreendo que deve estar tudo bem...

Desculpa a todos pelo post de m#$%a...

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

O Cigano

Como já disse, estou de volta ao traseiro do mundo; desta vez, vinha com esperanças que durante os dias que estive fora, que este país ficasse um pouco mais normal, mas para não variar, enganei-me e está na mesma...

Posto isto, tinha a minha vida planeada para me fixar num sítio, e claro que já se está a ver, que vai sair tudo ao contrário... só falta saber mesmo para onde vou ser desterrado agora.

Já começa a chatear um bocado andar sempre a empacotar e desempacotar a roupa...

terça-feira, 11 de agosto de 2009

De volta...

... ao cú do mundo!

Cá estou eu de novo, para mais uns tempos (mais precisamente 23 de Dezembro, arghhh) que se avizinham tão agradáveis como os que por cá já passei.

F___-se...

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Estou fecundado...


Ainda não mudei de sexo, muito menos sou um chinês "transgénico", mas as férias já renderam...e de que maneira: a dona tá de esperanças!!!

Na foto em cima pode-se ver a primeira foto da minha filha (sim, sou um gajo cheio de confiança e sei que fiz uma menina).

Resta-me dizer que estou quase nas nuvens, só a porra do dia 10 (regresso aos cús do mundo) é que me vai prendendo pela terra...