quarta-feira, 30 de junho de 2010

STOP



Ontem foi a minha estreia em operações STOP como condutor, aqui na Argélia. Ja tinha sido mandado parar diversas vezes, mas sempre com motorista.

Numa das milhares de barreiras policiais que existem na Argélia (barreiras de policia e mesquitas são coisas que se dão bem com a terra de cá; nascem em qualquer canto) fui mandado parar. Já vi de tudo um pouco nestas operações STOP: desde o policia cravar tabaco, boleia, ou mesmo multar. Mas ontem foi efectivamente surreal. Ontem lá me calhou! Ainda pensei que fosse por encaixar no perfil de terrorista: segundo eles, os terroristas-tipo são homens na faixa dos 20-30 anos (obrigado pela gentileza), sózinhos num carro!

Acabei por ficar para 5 minutos de conversa; nada de pedir documentos nem extintores(junto com os coletes são a nova moda obrigatória nos carros cá). Só mesmo para a palheta :)
 
A regra de ouro é basicamente igual à portuguesa: ser simpático! Coisa que normalmente os argelinos não são para os polícias... Tem de se dizer que se gosta muito da Argélia, e principalmente da cidade onde estamos. Eles perguntam sempre isto!

Depois de saber que era Português as coisas mudaram; pediu desculpa, e mandou-me seguir!!! Afinal, era quase a hora da bola, e o rapaz não quis que eu perdesse um minuto da miséria que acabou por ser... Um porreiraço:)

Não concordando com a forma, mas começo a habituar-me a este espírito mais "light" de levar a vida :p

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Chill Out

Está oficialmente achada a piada mais parva do ano... Brasil 3 - Chile 0, quer dizer Chile de fora do Mundial...


Socorro!!!! :)

domingo, 27 de junho de 2010

Jeanne D'Arc - Skikda

Ontem, como dia de folga assumida, lá me arrancaram até à praia; na prática não sou grande amante de praia, não obstante ter andados uns anos com a mania que era surfista :) Como sou quase transparente, a minha pela não se dá muito bem com o sol; além disso quando me dão os calores gosto de me refrescar, coisa que nas praias da costa oeste de Portugal, é virtualmente impossível: fico logo congelado!

Já tinha tido experiências veraneantes por cá, quando andava numa obra de um porto, mas a água e a envolvente não eram nada de especial, sobretudo se tivermos em conta que facilmente poderíamos encontrar o nosso almoço ou jantar a boiar na água.

Esta praia onde fui ontem, é um bocado diferente: por ser longe de grandes aglomerados, não sofre tanto com os esgotos, por se pagar (2€) o ambiente é mais seleccionado e cheguei a ver 2 bikinis. Perto da praia tem um dos maiores complexos de refinarias da Argélia, e há sempre um queimador a lançar um fumo negro que até ajuda a proteger do sol. Fora isso, impecável! Com uma temperatura da água, que me pôs a pensar: se tivesse uma praia semelhante na minha terra, fazia a vontade à "madama", e lá batia com as costas todos os fins-de-semana!

Fotos:

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Beautiful People

Acho que finalmente descobri uma forma honesta de ganhar a vida, com prazer e a espalhar o bem pelo mundo ;)

Diz que há para aí um talho virtual tipo Facebooker ou Aifai, que se dedica a criar um banco de esperma virtual só com gente bonita, e que as futuras candidatas podem escolher o pai perfeito, para filhos perfeitos. Não que eu seja muito bonito, mas modéstia à parte tenho 2 filhos que são mesmo, mesmo muito bonitos:)

Portugal, Argélia, Brasil e até um amigo dos Açores já se renderam à beleza das minhas crias, por isso nem o reconhecimento mundial se põe em causa ;)

Vou então tratar de ir ao site (www.beautifulpeople.com), e vou pôr os meus sapinhos à disposição do mercado:))))

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Afinal...

...não houve dia V :(

A minha "connection" que chegou hoje de Portugal não me trouxe a vuvuzela, que tinha sido pedida em segredo... Diz que há ruptura de stock nos postos da gasolineira laranja.

Assim, caem por terra mil e uma ideias de como irritar os meus colegas ( e garanto-vos que tinha umas bem porreiras). No entanto, para o confronto Portugal-Brasil desta semana, está no estirador um projecto que envolve 1 compressor eléctrico portátil, alguns metros de mangueira e respectivas uniões e cerca de 12 mini-vuvuzelas, que são as únicas que encontro por cá (basicamente são buzinas de camião vendidas com o nome de vuvuzela).

terça-feira, 22 de junho de 2010

Dia V

Só para dizer que amanhã vai ser o dia V :)))

Não me estico mais, para não correr o risco de falhar com a surpresa! Mas mesmo que falhe, já tenho um "back-up plan":)))

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Acordo Ortográfico

Desde que convivo mais de perto com colegas brasileiros, mais me convenço que a maneira mais fácil de falar com eles é em Inglês!

Parece estranho, mas é verdade. Mais importante que escrever-mos todos da mesma maneira, é usar as mesmas palavras. Outro dia, numa pausa de café, chegámos à conclusão, que por exemplos, em partes/peças de um carro, são mais as palavras diferentes, que as iguais entre a língua portuguesa de Portugal e a do Brasil.

Foi também então, que numa iluminação linguística lembrei-me de uma alteração válida para um acordo ortográfico: os brasileiros deveriam eliminar os "r" no fim das palavras, e substituir por um acento. No fim de contas, da mesma maneira que se lê "ação", e se escreve "acção", "trabalhar" devia passar a escrever-se  "trabalhá". Assim sim, se escreve da mesma maneira que se fala. Isto sim é coerência :)

E sim, sou um detractor da língua Portuguesa, por me estar a marimbar para o tal acordo, pois vou continuar a escrever da mesma maneira. Só mesmo por que acho que as palavras que se quer mudar, ficam feias quando escritas à moda do Brasil;) 

Além disso, a maior parte do pessoal que vejo opor-se ao "abrasileiramento" das palavras, faz isto de manhã, e à tarde suspira por não ser espanhol :))))

domingo, 20 de junho de 2010

Roupa nova

Só para dizer, que como se pode reparar, a barraca está de cara lavada. Não muda muito, mas é como se fosse a farda de Verão, mais light ;)

(Além disso, agora já se consegue ver os vídeos do youtube sem ficarem cortados nas bordas:))))

O Alá protege...

Nós por cá, costumamos usar muito a frase que dá título ao post; basta meia-dúzia de dias para perceber que esta malta não tem respeito nenhum à morte. Segundo eles, a barreira invisível entre a vida e a morte depende única e exclusivamente do destino, ou seja do "bon Dieu". Logo as preocupações de não ultrapassar em curvas, passar a estrada à parva e fazer as coisas mais impensáveis, não existem. Se estiver na hora, o Alá chama; senão, podem andar mais uns tempos no reino dos mortais.

Durante o tempo que trabalhei em Portugal, tive (felizmente) uma quase imaculada, no que diz respeito a acidentes nas obras. Desde que vim para a Argélia, os números são infelizmente bem diferentes... Por um variado número de coisas: falta de juízo nestas cabeças, é a principal; depois vem a falta de "cultura de segurança" (palavrão mais usado pelos donos de obra em Portugal), o material velho ou chinês, etc.

Como se pode ver pela foto abaixo, hoje "deu sorte" para um dos guardas aqui da obra.


No preciso momento em que esta ramada caiu, o guarda estava desenfiado do seu posto de trabalho, que costuma ser a cadeira...

E pronto, eu que já era uma espécie de ateu (mesmo antes de ser moda ser ateu) lá tenho de dar a mão à palmatória: the truth is out there...

sábado, 19 de junho de 2010

Marcação CE


Nos tempos aureos de trabalho em Portugal, uma das minhas grandes "guerras" profissionais era assegurar que tudo (mesmo tudo) tinha marcação CE. A lei obriga, as fiscalizações não brincam e dorme-se mais descansado à noite.

A tal marcação diz-nos que qualquer coisa, foi feita de acordo com as regras e normas europeias, e é uma garantia de que as coisas funcionam;)

Aqui na Argélia tenho o mesmo tipo de problemas com a tal marcação CE. Embora aqui tudo tenha o tal CE gravado, 90% destes CE's têm outro significado: China Export!!!

É mundialmente reconhecido, que os chineses têm 2 capacidades geniais, onde são imbatíveis: copiar coisas e fazer coisas de má qualidade! Como as compras são feitas por argelinos (ideia brilhante), e orientadas pela teoria do "mais barato, melhor", invariavelmente la aparecem umas chinesices engraçadas. Das últimas destacam-se as manilhas de 30 ton., que se partem com 8 ton., os capacetes que são mais moles que os bonés que uso para proteger a careca fora do trabalho, e a mais recente, um pirilampo que me ia incendiando o carro :)

Fora do trabalho, aparecem coisas porreiras, como o artesanato típico da Argélia "made in China".

Portanto, começo a pensar que a China tem um papel importantíssimo na principal característica da Argélia: coisas que não funcionam...

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Sexo Ocasional


Angola Rulezzzz :)

T-30

É oficial! Desde a meia-noite que só me faltam mais 30 dias neste pardieiro, para voltar à civilização. 1/3 do tempo. Se se dividir estes 90 dias por 3, como costumo fazer, as contas são mais ou menos assim:

1º mês: a fase da negação. Os msn's estão carregados de palavras que começam por F e C, e reclamações que o tempo nunca mais passa.

2º mês: a fase da dormência. O corpo habitua-se e se houver alguma coisa para fazer, até que se suporta.

3º mês: a fase do "nunca mais é sábado!". Começa-se a ficar meio argelino (lerdo) e a cabeça só pensa no dia de volta. É no 3º mês também, que se costuma iniciar a contagem decrescente nas mensagens do msn do pessoal que anda por cá. Desta vez não vou fazer essa contagem ;)

Neste últimos dias recebi uma proposta muito tentadora: aproveitar os meus 7 dias ZEN em Portugal, para fazer uma formação em Lisboa(moro a 100 e tal km's da capital), em horário pós-laboral...Não fosse uma proposta feminina, e tinha levado uma resposta menos polida... 

Ainda atirei a escada, de antecipar a viagem e fazer a tal formação ao mesmo tempo que acabava um trabalho que não sei fazer na sede, junto de quem sabe, mas esta coisa dos 90 dias, é mesmo para levar a sério. Tipo pena de prisão, sem condicional :S

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Uga Buga

Há uns tempos atrás, uma leitora ocasional (ou talvez não) resolveu ficar muito indignada comigo, por que eu estou sempre a dizer mal dos coitadinhos dos argelinos. Espero que leia o post de hoje também;)

Uma das coisas que mais me tira do sério com os "fofinhos" dos Argelinos, é a maneira simpática como tratam as mulheres: obrigam-nas a andar de lenço para não ficarem com dores de cabeça, por via do sol forte destes cantos, são uns pais empenhados que procuram o m€lhor marido para as filhas, e que lhes dão uns calduços "amorosos" quando eles entendem que elas merecem, entre muitos outros carinhos do género. 

Eu sou um tipo ponderado, e que raramente entro em histerismos ou radicalismos, mas este trato com as mulheres transcende-me mesmo. 

Numa das minhas deambulações de fim de semana, vi uma cena que honra muito o homem argelino: ia um casal pela rua (ele sempre 1 metro à frente dela, para não ser visto pois pode dar ar de rabeta perante os irmãos), quando do nada lhe apeteceu dar um carinho à namorada/esposa. Um carinho tão enternecedor, que ela chorou em plena rua: carinhosamente agarrou-a pelo lençol que lhe tapava a cabeça, e com todo o amor do mundo, empurrou-lhe a cabeça contra a parede. Uma daquelas paredes rugosas, que provocam uma sensação tão agradável quando se raspa nelas.

A voz da luta pode sempre dizer, que eles não são todos iguais...até pode ser verdade. A raça que falei acima, não olha para mulheres. Existe outra raça, em vias de desenvolvimento, que já olha para as mulheres, que também tem uma bela característica que as mulheres adoram: os piropos ordinários e os apalpões!

Também se pode dizer que maus-tratos a mulheres existem em todos os países do mundo. Até num país tão exemplar como a Suíça... Espera!!! A Suíça é capaz de ser mau exemplo; diz que há uns tempos também houve por lá um tipo que bateu numa mulher: um tal de Kadafi...

E só para acabar, pode-se dizer que há 30 anos também havia muitas mulheres em Portugal, a serem acariciadas ao estilo argelino. Hoje são menos certamente. Chama-se evolução! Coisa que aqui é sinónimo de um telemóvel com mais funções...

Depois admirem-se que os europeus as levem todas :D

domingo, 13 de junho de 2010

La Coupe du Monde

Dos países que tem malta aqui a trabalhar, o primeiro a estrear-se é a Argélia. Mais ou menos daqui a nada.

É mesmo na bola que somos mais parecidos: hoje teve de haver uma folga na hora do jogo, não há transito infernal como costume, e está tudo fechado para ver a bola. Tipo em 2004, quando houve aquela grande empreitada de construção de estádios em Portugal :)

Mas as semelhanças ficam por aqui, pelo menos neste Mundial: tanto a Argélia como Portugal, estão na linha da frente para ficarem de fora nesta primeira fase...A grande diferença, é que nós Portugueses, não temos um Alá que nos possa dar uma perninha quando as coisas estiverem mais complicadas, e estamos já mentalizados para sair mais cedo da África do Sul...

sexta-feira, 11 de junho de 2010

A vuvuzela...

Em dia de começo de Mundial, resolvi falar da vuvuzela. Prestar a devida homenagem a esta corneta do demo é o mínimo que se pode fazer. Este tasco devia ser um dos 4 blogues na net, que ainda não tinha falado de vuvuzelas. Como é óbvio, vou falar bem da vuvuzela!

Como não ando minimamente preocupado com sítio onde a Galp vai enfiar a vuvuzela no fim do mundial, nem tenho putos irritantes na minha rua (quer dizer, tenho, mas não têm vuvuzelas) estou à vontade para defender esta dama. Na verdade, eu queria ter uma corneta destas; infelizmente ainda não convenci ninguém a trazer-me uma de Portugal.

Sou uma pessoa que gosta de fazer barulho, de preferência bastante irritante. Para isso já comprei um jambé, numa incursão à Tunísia, que continua por cá, pois achei que uma criança a caminho dos 5 anos e um tambor, são uma mistura explosiva. O chamado elemento divorciador (tambores e cornetas são interditos na minha casa em Portugal).

Na minha senda de pesquisas argelinas por coisas barulhentas e irritantes, nem uma simples buzina de ar encontrei...realmente as coisas importantes são dificeis de encontrar na Argélia...

Resta-me lançar o pedido, a alguma alma encarecida que esteja a caminho de Constantine, que me traga uma vuvuzela...

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Finalmente...

Alguma coisa de jeito para fazer!!!


Depois de quase um ano a "pintar parafusos", ainda não é bem o começo, mas já é um principio de ter alguma coisa de jeito para fazer, se bem que pelo andar das coisas, só vou ter esta ocupação durante mais meia-dúzia de dias. Depois, tenho cá um feeling (parecido com o que tenho para a selecção) que se vai voltar à pasmaceira normal, graças à anemia dos serviços públicos da Argélia...

O véu islâmico

Muito raramente reencaminho um email; só mesmo quando acho que é a primeira vez que recebo, e acho que tem realmente piada/interesse. E claro, não vou ao outlook, e selecciono toda a gente.

Ontem recebi as belas imagens abaixo, e reencaminhei para o pessoal da obra: felizmente tenho travão (além disso estava com pouca vontade de escrever em franciú), e só o pessoal masculino e expatriado recebeu o mesmo...embora esteja com uma vontade incontrolável de fazer um 2º envio, desta vez para os "argentinos" aqui do escritório. Mulheres incluídas :)




E assim se desmistifica o uso do véu: cobrir o cabelo, para evitar a tentação masculina :)