terça-feira, 20 de julho de 2010

@ Home

E cá estou eu por casa, deixando por uns dias (curtos) a Argélia.

A viagem correu como normal: perder um voo e ficar sem as malas em Barcelona, já me parece normal. Aliás, sempre que venho por Barcelona, a primeira coisa a fazer quando chego ao tapete das bagagens é...ir ao balcão tirar a senha para reclamar :)

E agora, vou-me retirar por mais uns tempos e ser pai a tempo inteiro :)

sábado, 17 de julho de 2010

Screw you guys, I'm going home!


E com esta bela deixa do Cartman, me despeço da Argélia por alguns dias, depois de mais 90 dias de encarceramento mental no Magrebe :)

Amanhã é o tal dia dos 3 voos e de demorar mais de 12 horas para chegar a casa, mas que se lixa: é por uma óptima causa :)

Desta vez, vou ainda mais contente, por que descobri que afinal não devo ser uma besta assim tão grande como se pensa, pelo menos a avaliar pela quantidade de prendas que levo desta vez; a rapaziada (e sobretudo a raparigada aqui do escritório) devem mesmo gostar de mim!

As hostes reabrem em Agosto!

segunda-feira, 12 de julho de 2010

fODS

Parece que há luz no horizonte (devia ser ao fundo do túnel, mas aqui é mais pontes) para se sair do marasmo em breve: já se assinou por aí um papel, coisa que os argelinos detestam, e só falta assinar o "outro" papel para se começar a ter alguma coisa que fazer.

Provavelmente, daqui a uns tempos, venho para aqui chorar que não tenho tempo para me coçar, mas é preferível assim: o tempo passa mais depressa:)

Hamdulilá!!!

domingo, 11 de julho de 2010

More from the 90's

 

Como o tipo é um génio, eu perdoo-lhe o cabelo e a maquilhagem meia rabeta...Afinal de contas ainda se ressacava dos 80's :)

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Parece que é...

...mas não é :)



A Diesel em grande ;)

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Tabarka - Parte 2

A noite! Sair à noite é uma coisa, que pelo menos nestes cantos da Argélia não existe! Por Tabarka as coisas são ligeiramente diferentes: há 2 discotecas! Continua a ser maioritariamente um ambiente de festival dos Bombeiros Voluntários de Palmela. As poucas mulheres que saem à noite são as "bifas", ou as poucas argelinas que encontrámos na fronteira, ainda com trajes mais tradicionais, mas que na Tunísia se vestem que nem umas barrascas com tão pouco tecido :)

As saídas começavem sempre num local emblemático: o Café Andalous. O melhor café de shisha da cidade. Tem um aspecto assim para o maquiavélico, com uma decoração que ainda data da inauguração. O fumo acumulado nas paredes e as teias de aranha dão um toque de charme especial! Fora de gozos, é um lugar cheio de mística e sobretudo muito agradável de estar. Foi carinhosamente apelidado como " o melhor café do mundo".

As especialidades da casa, são a shisha e o chá de menta com pinhões:
Eu a "shishar" :)

Passando às discos; fomos sempre bem recebidos! Nestes lados da Tunísia o tuga é uma espécie pouco vista, e como tal ficámos conhecidos à distância.

A música, é a mesma que eu ouvia nas discotecas, no tempo que tinha vida para sair à noite, e já lá vão uns anitos...pouco importante! Fizemos nós a festa :)

Um ajuntamento a olhar para quê?

Hummmm! Já entendi :))))

E um pequeno concurso para a pose mais parva :)

Noitadas à partes, até sou um tipo bastante profissional, e não deixei a minha preocupação na Argélia: Segurança acima de tudo!

Obviamente que não fui chatear o rapaz, como se estivesse por cá ;)


E "prontos" assim se acaba o relato de uns diazitos bem passados, fora da normalidade anormal da Argélia!

Fica o momento Polaroid da viagem:

Pela segunda vez em poucos dias, as fronteiras da Argélia e Tunísia viram uns Portugueses a passar a pé...pelas caras, desconfio que não seja uma coisa muito habitual por cá...

terça-feira, 6 de julho de 2010

Tabarka

A viagem já não começou cedo; há sempre alguém que não se lembra das coisas durante a semana, e lá trama os horários de quem quer sair cedo para a rambóia...

Todas as "road-trips" que se prezem, obrigatoriamente têm de ser feitas ao som dos Ramones; e ao som dos manos lá saímos de Constantine, em direcção à Tunisia.

Fazer viagens sem planear nada tem sempre bom resultado: nunca se falha com o planeado! A única certeza que tínhamos era que íamos de carro até à fronteira, do lado tunisino começava a incógnita :)

250km e 5 horas depois (por mais que se acelere, a média das viagens na Argélia é 50 Km/h) lá chegámos à fronteira Argelina. Primeiro filme: estacionar o carro! Como não tínhamos as devidas autorizações, não pudemos passar a fronteira de carro. Opção: estacionar no parque da alfandega! O lado da prudência (Eu), foi perguntar a um policia se se podia deixar o carro lá. A resposta foi pronta: "impossível! é contra as regras! têm de ir estacionar a 10 km, onde um amigo meu tem um parque!" yeah right! Como com os argelinos já se sabe que temos de ter sempre uma 2ª opinião, acabámos por ir falar com o chefe-maior lá do sitio, que apenas se certificou que os carros tinha matricula argelina. " Mas vão mesmo a pé para a Tunísia???"

Passado o filme do carro, entrámos no filme dos passaportes e de passar a fronteira. O sistema é porreiro: deixa-se o passaporte em cima de um balcão, e os guardas de fronteira vêm buscar molho a molho. Claro que sempre que chega o amigo taxista ou o tipo que mete 200 dinares no passaporte passa à frente, mas isso para quem já tem alguns tempos de Argélia, é normal!

Depois de uma hora do lado Argelino, e 15 minutos no lado tunisino a paisagem era esta:

Um javali a passar a estrada! Táxis nada... passados alguns minutos, lá apareceu um; pedimos preço e esticou-se logo para os 25€! Como o mercado funciona, mandámos parar outro, que prontamente fez o serviço por menos de 5€...

20 km depois, chega-se a Tabarka. Ainda sem hotel, e com o meu papel mágico com os telefones dos hotéis a ter ficado esquecido em Constantine, acabamos no primeiro que nos pareceu decente: Hotel de France, em pleno centro da cidade. De dia a vista era assim:
Melhor a vista para fora que para dentro. Não sendo uma espelunca, não é aquilo que se espera de um hotel., mas para o desenrasque serviu o mesmo que serviria um Hilton :)

No 2º dia, a prioridade era mudar de hotel, e ir para a praia. Lá encontrámos um aparthotel, por menos de 30 € noite, com piscina e pequeno almoço. Único senão: teríamos de mudar de quarto no dia seguinte! Isto para quem vem à sorte não é nada ;)

Ainda estivemos quase a dar uma saltada a Portugal, mas achámos que se ali fazia calor, imagine-se em Beja:

Do novo hotel via-se isto de dia:
Um local normal, onde as famílias passeiam, tipo Algarve. À noite, era agradável na mesma, mas mais vazio:

O Paulo aproveitou para esticar as pernas ao mega-zoom da minha máquina e apanhou umas coisas giras:
Sim! É um tunisino a olhar para o traseiro de umas míudas :) Afinal há gente normal por aqui...

No primeiro dia a sério em Tabarka, não fomos tugas típicos, e não nos fomos espojar na praia o dia inteiro: demos uma volta pela vila para ficar a conhecer:

As rotundas de Tabarka estão todas bem cuidadas e com alguma coisa alusiva à cidade: o coral, o contrabaixo do jazz e a sereia azulada que é o fétiche do Vitor :)

Tabarka tem umas praias porreiras, razoavelmente limpas e uma zona rochosa bastante engraçada de visitar:

Lá ao fundo do cais, estão uns putos (loucos por sinal) que mergulham e esperam que o Alá desvie as rochas :)
Les aiguilles
E lá tivemos direito a uma foto de grupo! Logo que o Vítor acabou de fazer poses de actor porno de 2ª, claro...Da direita para a esquerda Vítor( aka Ronaldo ou Byte Line), Paulo (Velho ou Paul du Bois), Luís (Luisinho ou Trainee Canino), Pedro (Cigarrilhas ou Pedro Bicolor) e "moi-même" :)

(Fim da primeira parte: já tou farto de escrever)

De volta à...

...mediocridade! Ou seja, Argélia!

Soube que nem ginjas este fim-de-semana prolongado em paragens tunisinas; o relato ainda está a ser pensado, e ainda dependo que o Baixaki (alcunha de um colega) se decida a deixar de usar a net a fundo, para que eu possa fazer o upload de umas fotonites ;) Isto de estar uma semana de férias, dá cabo da contabilidade dos download's...

Só para dizer também, que talvez tenha sido a viagem mais surreal que tive até hoje...

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Pequena interrupção

Só para informar, que irei fazer uma pequena interrupção na Argélia, e vou para paragens mais normais: Tunísia!

Abençoado dia da Independência (5 Julho) que nos proporciona um fim de semana alargado, para podermos fazer a nossa ponte...

quinta-feira, 1 de julho de 2010

STOP - v 2.0

E hoje, mais uma vez fui mandado parar; no mesmo sítio, pelos mesmos polícias e pela mesma razão de anteontem: palheta! Só para 5 minutos de conversa :)

Como todas as minhas pressas aqui são relativas, não me chateio muito. Lá veio a conversa sobre o Mundial, e até os argelinos já repararam que o moço da Madeira só joga bem lá em Espanha. Na selecção 'tá quieto...

DSR


DSR ou Dia de S. Receber, é uma valente malha dos velhinhos Xutos; é também um dos pontos mais altos do meu mês: é o dia que os €uros que tanto custam aqui a ganhar caem na conta lá em Portugal (também é um bocado triste, quando se vê o que se descontou, mas pronto, nesta casa quero deixar as politicas de fora).

Todos os meses, aponto este dia na minha agenda "à antiga", na qual vou juntando os meus afazeres diários. E por isso mesmo esta foto aqui aparece: dia 28 não foi feriado, e se seguisse mesmo a minha agenda, bastava trabalhar de manhã...para quem sempre esteve habituado a ter de acrescentar post-its nas agendas, isto é muito triste...