quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Quasimodo wannabe


Depois de há meia-dúzia de dias ter andado todo entrevado por causa de um braço, desta vez são as costas que andam a reclamar.

Nestes últimos dias tenho andado de uma forma diferente, basicamente encurvado e com um andar que se pode até considerar pouco másculo (alto com as ideias badalhocas). Esta nova postura veio acompanhada com um novo vocabulário que basicamente começa por um F ou um C, sempre que tenho de me levantar, subir um degrau ou passar de carro por uma lomba; relembro que as lombas são das coisas que me se dão no solo argelino: basicamente há por todo o lado ;)

Em semana de aniversário, começo seriamente a desconfiar da minha idade real. Coisa para averiguar num telefonema a fazer ainda esta semana, e saber se sempre tive de fazer a barba no dia em que me foram registar...

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Os amigos imaginários


 Os amigos imaginários são das coisas mais úteis e bonitas que se pode ter na vida. Eu tenho um amigo imaginário; chama-se Rogério, tem mau-feitio e cheira mal dos pés.

Os amigos imaginários são das melhores invenções de todo os tempos: enquanto somos crianças, um amigo destes é do melhor quando partíamos alguma coisa e não podíamos incriminar ninguém; mais tarde são do melhor para as noites de bar aberto nas discotecas, mesmo a acabar e que sabia mesmo bem beber mais 2 copos de borla, em vez de um só. Mais tarde dão um jeitaço para conseguirmos acesso a alguns medicamentos que sem amigos imaginários e vozes dentro da cabeça, seriam completamente inacessíveis.

Incrivelmente, praticamente toda a gente que trabalha comigo, incluindo chefias directas, sabe da existência do dito, e nem assim me mandam para casa :) Alguns ainda pensam que sou mesmo Engenheiro, e pior continuam a chamar-me para coisas de responsabilidade...

É uma gaita ser-se normal na Argélia...

(Não tinha nenhuma foto do Rogério, teve mesmo de ser uma do Dr. Ribeiro, o irmão gémeo)

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Ergonomia

A ergonomia é capaz de ser dos aspectos mais descurados do meu trabalho; o tempo é curto para fazer com que a malta se magoe pouco, e não chega para andar de gabinete em gabinete a corrigir posturas corporais, até por que aqui quase de certeza que deve ser pecado ou proibido tocar nos ombros de alguém para lhe ajudar a encontrar a posição correcta. Resultado mais que óbvio: vai tudo ficar marreco!

No entanto, a minha ajudante, que também é uma visionária, encontrou uma das melhores posições para se trabalhar; ainda por cima de olhos fechados ;)

Eu, que como chefe nem sou assim muito mauzinho, dou o à-vontade necessário para que a malta se sinta bem com o que faz, às vezes até com trela a mais, mas desta vez lá tive de chamar a atenção e perguntar se estava em casa e se não queria aproveitar para por os pés em cima da mesa para activar a circulação sanguínea...

E como uma imagem sempre vale mais que uma data de palavras:


segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

S. Valentim à moda da Argélia

Para não andarem sempre a reclamar que eu só falo mal da Argélia, aqui fica um cartoon argelino, feito na Argélia, num dos poucos jornais mais ou menos livres ;)

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

A guerra do pão


Será que amanhã vai haver destas festas por estes lados???

Está prevista e não autorizada uma mega-manifestação em Argel, pela liberdade, emprego, melhores condições de vida e afins: a grosso modo, lá vai uma minoria manifestar-se por alguma coisa legitima, e o resto da matilha aproveitar-se da situação para pilhar e destruir...

O lado positivo disto: se as coisas aquecerem muito, pode ser significado de umas mini(?)-férias imprevistas :)

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Allahu Akbar

[Momento preconceituoso do dia - ON]
Quando olho para esta lata de salsichas, em especial da nota sublinhada, não consigo tirar do meu imaginário, a imagem de uma vaca malhada, com um cinto de explosivos a entrar numa estação de metro, instantes antes de se sacrificar por um bem maior...

[Momento preconceituoso do dia - OFF]

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Folga ou talvez não

Eu bem que tinha tirado o dia para ficar doente, e deixar-me estar por casa de pijama...

Mas na Argélia, pura e simplesmente não dá... Primeiro por que a porcaria do telefone não parou grande parte da manhã, nunca com nada de importante, mas as normais dúvidas de existência e assuntos relacionados com a condição humana, conhecidas pelos leigos como conversas de m€rd@... Depois, como não uso pijama, não podia estar na sala à vontade, não fosse chocar as mentes inocentes das femmes de ménage...

Assim meio a cambalear lá fui para o trabalho, mais aliviado graças a estes medicamentos feitos na Argélia/linha África, que realmente curam tudo à primeira; abençoadas as doses de cavalo. Cá não há as mariquices de sobredosagens, é a teoria KISS, no seu esplendor: se é para curar dores, pois que cure. Efeitos secundários é para meninos :D

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Qualquer coisa ite

Hoje vou cumprir mais um marco da minha existência arelina de quase 3 anos, que é usufruir dos cuidados de saúde locais.

No meu braço/lado direito do corpo, devo ter qualquer coisa acabada em "ite", tipo tendinite ou nevrite, que me está a dar uma qualidade de vida invejável já há dois dias, e que por exemplo me obriga a escrever este post apenas com a mão esquerda, já que o braço direito dói como o raio quando o mexo.

Vai ser a primeira vez que vou aos serviços de saúde como utente, já que como acompanhante já fui várias; lembro-me bem da última vez, em que quase fui atingido pela palmada de uma velha demente e que se fumava na sala de espera do hospital...

A aventura continua, apenas com a certeza que para injecções ou coisas do género que envolvam agulhas, não contam comigo...

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011